Booming Tech Hub

Categorias
Uncategorized

Como Vender no Tik Tok: Confira 8 passos

Como vender no Tik Tok? Esta é uma pergunta que vem crescendo muito entre empresas e empreendedores. Você também tem esta dúvida?

O aplicativo de compartilhamento de vídeo de formato curto por meio do qual  os usuários criam e compartilham clipes de até 60 segundos começou como a queridinha de adolescentes, a chamada geração Gen-Z.

Contudo, ela cresceu de uma forma estrondosa e hoje é bem mais do que um aplicativo de sincronização labial e dancinhas virais. Atualmente o Tik Tok hospeda vídeos que falam de tudo, desde trechos de comédia a vídeos de tutoriais, truques, dança, vlogs diários e dicas de comércio eletrônico, ou seja, tudo que você possa imaginar.

O diferencial do TikTok e o que torna seu conteúdo tão compartilhável é sua crescente “Biblioteca de sons”, a partir da qual os criadores podem adicionar facilmente a seus vídeos clipes de músicas ou trechos de diálogos de programas de TV, filmes e até Tik Toks de outros criadores.

Embora os criadores mais populares sejam celebridades com bases de fãs globais , é possível se tornar viral, mesmo que sua conta não tenha muitos seguidores. Ao aproveitar sons populares e usar hashtags de tendências, seus vídeos podem receber centenas, milhares, até milhões de visualizações.

Continue com a gente e descubra como vender no tik tok

Por que você deve criar uma conta TikTok para sua empresa?

Um dos principais pontos para considerar usar o TikTok é porque ele atende a usuários mais jovens, ao deixar de usar esta rede você estará perdendo uma grande oportunidade.

Essa rede tem cerca de 75 milhões de usuários ativos mensais apenas no Brasil e quase 1 bilhão em todo o mundo. Não é apenas um público massivo, mas os usuários do TikTok são muito interativos e altamente engajados.

No TikTok, não importa os tipos de produtos você vende,  o que importa é se você pode adequar sua marca ao tipo de conteúdo viral.

Se você souber incluir um toque exclusivo a sons em alta, seus vídeos podem aumentar o reconhecimento da marca ao atrair a atenção de milhares de clientes em potencial.  

Como vender no TikTok: confira o passo a passo

Confira a seguir algumas dicas básica de como vender no Tik Tok:

Passo 1: Crie sua conta

Crie uma conta apenas para sua empresa. Ao criar um nome de usuário, tente manter  o que já usa em outras mídias sociais para que os clientes possam identificar facilmente sua marca.

Depois da conta criada, adicione uma foto de perfil, uma pequena biografia e conecte suas contas do Instagram e do Youtube, se tiver.

Passo 2: Mude para uma conta Pro

As contas do Tik Tok podem ser de dois tipos:  Pessoal e Pro. Dentro da opção “Pro” ainda é possível escolher entre “Criador” ou “Negócios”. Quando você cria uma conta, ela será Pessoal por padrão. Depois você poderá configurar.

A versão Pro é gratuita e oferece alguns benefícios.  Veja um resumo de cada tipo de conta:

  • Pessoal: para usuários comuns que usam o TikTok para visualizar vídeos;
  • Criador: para usuários que postam diariamente e tentam aumentar o número de seguidores. Os benefícios incluem análises detalhadas sobre seus vídeos, como dados demográficos da audiência. Você também pode participar do Fundo para Criadores assim que alcançar 10.000 seguidores, o que monetiza suas visualizações;
  • Business: com uma conta comercial, você não poderá participar do Creator Fund, mas ainda poderá acessar análises detalhadas. Poderá adicionar um link em sua biografia (para seu site, por exemplo), informações de contato comercial, ter acesso a soluções exclusivas de engajamento, rastreamento de desempenho e soluções de publicidade.

Se você deseja promover sua empresa ou marca, uma conta comercial é sua melhor aposta.

Passo 3: Comece a criar conteúdo

Antes de começar a criar seu conteúdo dê uma olhada na página “para você” para algumas inspirações. Lembre-se:

  • Tente criar conteúdo divertido e sem ser muito “vendedor”. O principal objetivo é manter o espectador engajado para que ele queira assistir novamente ou até mesmo compartilhar o vídeo;
  • Quanto mais pessoas visualizarem e compartilharem seu conteúdo, mais o TikTok o sugerirá a outros usuários.
  • É importante atrair a atenção do espectador nos primeiros segundos do seu vídeo, ou ele simplesmente rolará para o próximo;
  • Pesquise hashtags  relacionadas a negócios e empreendedorismo, para ter ideias sobre como outras marcas estão se promovendo;
  • Para aumentar suas chances de viralizar, recomendamos postar, pelo menos, de 1 a 3 vezes por dia;
  • Crie um desafio e uma hashtag exclusiva para seu produto que incentive as pessoas a participar;
  • Usar sons populares aumenta suas chances de viralizar no Tik Tok.

Passo 4: envolva-se com seu público e se mantenha consistente

À medida que você começa a receber visualizações, curtidas e comentários, é importante responder ativamente os comentários.

Também é muito importante manter a consistência com seus vídeos. Se você postar apenas uma ou duas vezes por semana, provavelmente não conseguirá o alcance que deseja. Poste pelo menos uma vez por dia.

Passo 5: Aproveite o marketing de influenciadores

Você pode promover sua marca no TikTok em parceria com “influenciadores” ou criadores com mais seguidores. Um influenciador do seu nicho pode levar seus produtos a um público muito maior.  Além disso, eles têm experiência para fazer com que o conteúdo pareça orgânico, em vez de publicidade óbvia. 

Pesquise palavras-chave que se apliquem ao seu nicho no TikTok para ver se há algum influenciador em sua região com o qual você possa trabalhar.

Você também pode encontrar os principais talentos dos influenciadores no Creator Marketplace do TikTok. Esse espaço  oferece informações sobre quais influenciadores são adequados para sua marca, além de ferramentas para ajudá-lo a criar uma campanha de marketing de influenciadores.

Passo 6: Incentive o conteúdo gerado pelo usuário (UGC)

Muitos produtos acabam se tornando virais no TikTok por causa do engajamento de pessoas comuns. As pessoas que apresentam um produto em seu vídeo, seja usando-o ou explicando por que o amam, podem lançar um produto em um circuito viral.

Incentive seus clientes e público a postar vídeos deles mesmos usando seu produto no TikTok. Você pode fazer isso criando um desafio, como mencionado acima.

Passo 7: explore opções de publicidade do TikTok

O TikTok oferece às marcas uma plataforma com vários tipos de anúncios e opções de segmentação para escolher e colocar seu produto ou serviço na frente das pessoas certas.

Para começar a criar anúncios no TikTok, primeiro você precisa se inscrever em uma conta do TikTok For Business  e acessar ao TikTok Ad Manager, onde poderá criar suas campanhas.

Em seguida, você seleciona uma meta com base nos seus objetivos como:  alcance, reconhecimento da marca, tráfego do site ou vendas.

Semelhante aos anúncios do Facebook , você pode escolher quem deseja segmentar com seus anúncios. Os filtros incluem idade, sexo, localização e até interesses.

Etapa 8: aproveite todos os recursos de marketing do TikTok

O TikTok oferece o “ Small Business Resource Center ” para ajudar os usuários da conta Business a aproveitar ao máximo o aplicativo.

Nessa página, os usuários podem acessar modelos para criar conteúdo de anúncios, participar de webinars gratuitos conduzidos por especialistas e ler histórias de sucesso de marcas que usaram o TikTok para aumentar o alcance de seus clientes. 

Podem ainda encontrar instruções sobre como usar o TikTok Pixel, um código que você pode incorporar na sua página de vendas ou site para coletar dados sobre os clientes que você alcançou por meio do conteúdo do TikTok.

Se você deseja saber mais sobre investimentos e estratégias de negócios, a exemplo de vender no Tik Tok,  entre em contato com o time de especialistas Booming.

Categorias
Uncategorized

Como definir sua marca empresarial em 7 passos

Essencialmente, a marca é a personalidade do seu negócio e uma promessa para seus clientes. Mas, como definir sua marca empresarial?

Uma identidade de marca é formada pelo que sua marca diz, quais são seus valores, como você comunica seu produto e o que você deseja que as pessoas sintam quando interagem com sua empresa.

Hoje, quem tem um negócio,não pode escapar de escolher muito bem a sua marca. A identidade visual das empresas está em toda parte. Roupas, fachadas, embalagens de produtos e sites. Elas estão cada vez mais lembrando ao público que estão lá e tentando sempre chamar a atenção.

Uma marca é mais que simples identificador para diferenciar um negócio do outro. Muitas vezes, é o ativo intangível mais valioso no patrimônio de uma empresa. Seja você uma nova startup que deseja que sua marca apareça ou uma empresa tradicional querendo reposicionar sua marca, há vários aspectos a serem considerados.

Vamos começar com os principais elementos que uma marca eficaz e em seguida, 7 dicas de como definir sua marca. Confira!

Principais elementos de uma marca empresarial

A marca é mais importante do que nunca para sua startup. Uma identidade forte aumenta o valor da sua empresa, motiva e orienta os funcionários e cria uma base fiel de seguidores.

E, ao contrário do que você possa pensar, o branding envolve muito mais do que logotipos memoráveis. Sua marca é a soma da percepção das pessoas sobre seus produtos, visão e conteúdo. Tudo, desde o tom das suas postagens nas redes sociais até o design da sua embalagem, influencia a percepção que os outros têm da sua marca.

Para não errar nesse quesito tão importante para sua startup, veja quais são os elementos de uma marca eficaz:

REPRESENTAÇÃO FÍSICA

A representação física inclui o nome comercial, logotipo, cores e possivelmente um slogan. 

Ao projetar seu logotipo, deve-se definir: tipo de letra, formas, ícones, simbologia oculta (como a seta no logotipo da FedEx) e cores. Sendo importante fazer um estudo cuidadoso ao escolher as cores.

A identidade visual deve servir para todos os materiais de marketing. Além disso, os logotipos e cores devem refletir a promessa da sua marca e corresponder às expectativas dos consumidores em relação a ela.

VOZ

A voz da marca corresponde ao tom usado nas comunicações e marketing da sua startup.  

Novamente, é crucial  manter a voz da sua marca consistente em todos os canais de marketing. Do e-mail ao seu site, passando pelas mídias sociais, você deve sempre usar o mesmo tom e estilo de linguagem.

POSICIONAMENTO

Posicionamento é como você diferencia sua marca de outras no cenário competitivo. O seu posicionamento deve ser baseado no ponto de vista do consumidor e sua estratégia de marketing deve se adequar a ele. 

PROMESSA

A promessa é o que você vai entregar aos seus clientes – sempre . Seja pelo representante, em sua declaração de missão, ou na mensagem pública. É o que os clientes esperam quando se envolvem com sua marca e se materializa por meio de produtos ou serviços.

PÚBLICO

Seus clientes definem sua marca. Essa influência é desenhada quando você define um público-alvo e estuda as preferências dos seus potenciais clientes.

Lembre-se que os consumidores que têm gostos semelhantes tendem a ser leais às mesmas marcas. Portanto, escolher o público certo é importante para influenciar outros de perfil semelhante. 

HISTÓRIA

Mesmo que você seja uma startup iniciante, tem uma história por trás da sua marca. Essa história influencia na sua missão e valores e, portanto, na sua marca. A história também estabelece credibilidade e tem capacidade de provocar sentimentos.

Como definir sua marca empresarial?

Criar uma marca começa pela identificação de valor da sua startup e do seu público alvo. Já melhorar a identidade começa com a compreensão da sua identidade de marca atual.

Seja qual for o caso da sua startup, aqui estão sete dicas para ajudá-lo a definir sua marca empresarial:

Passo 1:  Defina o porquê sua empresa existe

Esta é uma pergunta que você deve se fazer todos os dias como empresário ou investidor.

Os melhores negócios seguem o conceito “Golden Circle”; eles se concentram no “porquê” por trás de seus negócios, e não no que fazem ou como o fazem.

Todas as empresas sabem o que estão criando, mas muito poucas entendem por que criam seus produtos e serviços para além do lucro.

Em outras palavras, sua marca deve imprimir claramente sua declaração de missão e visão.

Passo 2: Entenda como contar a história da sua marca

Contar uma história é uma forma poderosa de construir relacionamentos com seus clientes. É uma prática antiga que une as pessoas e as mantém engajadas.

Ao contar sua história, é essencial enfatizar o herói na história de sua startup: a pessoa que teve sucesso por causa de sua empresa, seja um indivíduo específico ou uma persona que você criou.

Os consumidores não querem apenas ouvir por que você criou sua empresa, eles querem saber como sua empresa ajudou outros como eles a se tornarem bem-sucedidos.

Passo 3:  Descubra quais problemas você ajuda seus clientes a resolver

Entenda o máximo que puder sobre o comportamento, necessidades e desejos de seu público-alvo e descubra quais preocupações eles podem ter sobre um produto específico ou o próprio setor.

Você pode, por exemplo, entrevistar seus clientes em potencial para entender como você pode criar uma solução melhor para essas dores. Você pode se surpreender ao encontrar informações importantes sobre o seu mercado antes da concorrência.

Passo 4: Encontre seus diferenciais

É fundamental compreender quem você está enfrentando, mas também entender o que o torna excepcionalmente melhor do que cada um desses concorrentes.

Outras empresas podem ter uma deficiência em áreas específicas nas quais você se destaca, ou talvez você ofereça um conjunto diversificado de serviços que ninguém mais oferece.

Procure responder a pergunta: o que faz com que os clientes comprem seus produtos em detrimento dos de um concorrente? Uma boa forma de fazer isso é executando uma análise SWOT para determinar o que sua empresa faz melhor do que cada um de seus concorrentes.

Passo 5: Procure suas Referências

Olhar para marcas que o inspiram, sejam concorrentes ou grandes potências do setor,  pode dar uma ótima visão dos valores que são mais cruciais para sua marca e a melhor maneira de implementá-los adequadamente em sua startup.

Você não precisa copiá-los completamente, mas pode pegar algumas de suas ideias e transformá-las. Por exemplo, muitas empresas admiram a Apple por sua ênfase na individualidade e na singularidade.

Passo 6: Considere a visão dos seus funcionários  

As percepções de seus funcionários sobre o seu negócio geralmente são muito diferentes das suas, e dão a você a melhor perspectiva de como aqueles que estão imersos em sua marca se sentem em relação a ela.

Descubra o que seus funcionários veem na marca da startup. Pode ser através de pesquisa ou reunião. A partir das características que os funcionários mais atribuem a sua marca, você poderá avaliar se as percepções que ela expressa são mesmo as que você gostaria. 

Passo 7: Defina a voz da nossa marca

A voz da sua marca é o coração e a alma das suas comunicações. É o tom em que você fala e se conecta com seu público. Identificá-la te ajudará a se comunicarem adequadamente em artigos de blog, mídias sociais, campanhas de marketing,etc.

Seja autoritária, informativa, divertida ou séria, sua voz deve ser 100% autêntica. Encontre a voz que melhor combina com as características da sua marca e implemente-a em tudo o que sua equipe cria.

Definir sua marca empresarial pode ser difícil. No entanto, encontrar e manter uma identidade de marca consistente ajudará você a construir uma forte base de seguidores entre consumidores e funcionários. Assim como atrair novos investidores e garantir o sucesso da sua startup.

Se você deseja saber mais sobre como definir sua marca empresarial e outras estratégias de negócios, entre em contato com o time de especialistas Booming.

Categorias
Startups

Como Investir no Mercado Imobiliário? Conheça as Construtechs e Condotechs

Aplicar em imóveis pode representar excelentes retornos a longo prazo. Mas, você sabe como investir no mercado imobiliário?

Muitos investidores já possuem aplicações imobiliárias em seu portfólio. Mas adicionar outros investimentos desse setor pode ajudá-lo a diversificar seu portfólio e protegê-lo da volatilidade do mercado de ações.

Para quem está iniciando no mundo dos investimentos esse pode ser um ótimo setor para começar.

A seguir, confira algumas formas de investir no Mercado e conheça melhor as Construtechs e Condotechs, que são tendência para o segmento.  

As melhores formas de investir no Mercado Imobiliário

Há uma grande variedade de formas de investir em imóveis, desde a posse de imóveis para aluguel até o financiamento de startups de tecnologia do setor, as chamadas Construtechs e Condotechs.

A seguir, confira as formas mais comuns de investir no Mercado Imobiliário:

1. REITs (Real Estate Investment Trusts)

Primordialmente, muitas vezes comparados aos fundos mútuos, os REITs são empresas que possuem imóveis comerciais, como prédios de escritórios, espaços de varejo, apartamentos e hotéis. Eles permitem que você invista em imóveis sem os imóveis físicos. 

Os REITs tendem a pagar altos dividendos. Os investidores que não precisam ou não querem retirar os rendimentos podem reinvestir automaticamente esses dividendos para aumentar ainda mais seu investimento.

Os REITs são um investimento variado e complexo. Alguns são negociados na bolsa como uma ação. Outros não são negociados publicamente. Os novos investidores geralmente devem se ater a REITs negociados publicamente, que você pode comprar por meio de corretoras.

2. Crowdfunding Imobiliário

O Crowdfunding Imobiliário é uma estratégia que permite às startups levantar capital de um grande grupo de investidores. É feito através de plataformas online que proporcionam um ponto de encontro/mercado entre promotores imobiliários e investidores interessados.

Em troca de seu dinheiro, os investidores recebem dívida ou patrimônio em um projeto de desenvolvimento e, em casos de sucesso, distribuições mensais ou trimestrais.

Nem todas as plataformas de crowdfunding imobiliário estão disponíveis para todos: muitas são reservadas para investidores credenciados, ou seja, empresas e/ou indivíduos altamente experientes.

Por meio desses sites, você cria uma conta e seleciona uma estratégia de portfólio com base em seus objetivos, com corretores diversificando seu dinheiro em uma série de fundos de investimento. Você também pode selecionar investimentos por conta própria, acompanhando seu progresso por meio de um painel online em tempo integral.

Apesar de sua conveniência, as ofertas de crowdfunding apresentam riscos consideráveis. Como investimentos privados, eles não são vendidos tão facilmente quanto outros títulos negociados publicamente, como ações.

Assim, pense em seus fundos a longo prazo. Recomenda-se que os investidores tenham um horizonte de tempo de pelo menos cinco anos, por exemplo.

3. Fundos de Investimento Imobiliário

Os fundos de investimento imobiliário são ideais para pessoas que desejam possuir imóveis de aluguel sem os aborrecimentos de administrá-los. Contudo, investir nesses fundos requer um colchão de capital e acesso a financiamento.

Esses fundos mútuos investem em imóveis para aluguel.

Em um típico grupo de investimento imobiliário, uma empresa compra ou constrói um conjunto de blocos de apartamentos ou condomínios e permite que os investidores os adquiram por meio da empresa, juntando-se assim ao grupo.

Um único investidor pode possuir uma ou várias unidades de espaço habitacional independente, mas a startup que opera o grupo de investimento gerencia coletivamente todas as unidades, cuidando da manutenção, anunciando vagas e entrevistando inquilinos.

Em troca da realização destas tarefas de gestão, a empresa recebe uma percentagem da renda mensal.

Um arrendamento padrão de grupo de investimento imobiliário está em nome do investidor e todas as unidades compartilham uma parte do aluguel para se proteger contra vagas ocasionais. Assim, você receberá alguma renda mesmo que sua unidade esteja vazia.

Essas são algumas das opções mais comuns para investir no mercado imobiliário, além do tradicional investimento em imóveis próprios para aluguel ou ainda o aluguel por temporada, através de plataformas e aplicativos.

Conheça as Construtechs e Condotechs

Um setor que tem se mostrado uma tendência bastante promissora no mercado imobiliário são as startups de Tecnologia da Construção, as chamadas Construtechs e Condotechs.

Os conceitos de construtech e condotech vem ganhando um destaque significativo no Brasil ao longo dos últimos anos. Esse fenômeno é reflexo da evolução do ecossistema de inovação no segmento, assim como da popularização que ocorreu em outros países como  EUA, Reino Unido, Alemanha, China, entre outros.

Para se ter uma ideia do crescimento deste tipo de startups no Brasil basta considerar que, em 2018 elas representavam 3.5% do total de iniciativas ativas no país. Já em 2020 esse número chegou a 5.5%. Isso demonstra uma forte expansão vertical do setor.

A grande expansão das Construtechs e Condotechs reflete, naturalmente, no crescimento da atenção de investidores para o segmento. Dados da Sling Hub indicam que  o volume de investimentos nesse tipo de startups saltou de pouco menos de R$ 500 milhões em 2018 para mais de R$ 1.8 bilhões em 2019.

Como investir no Mercado Imobiliário de Construtechs e Condotechs?

Como você deve ter concluído, investir em startups no setor da tecnologia da construção e mercado imobiliário pode ser uma excelente iniciativa e proporcionar retornos grandiosos.

Contudo, assim como funciona em todos os tipos de investimento, esse mercado envolve riscos. Nesse sentido, o ideal para quem quer começar a se  aventurar nesse setor, é ter uma boa compreensão de como funciona o universo de venture capital.

Entre os conhecimentos desejáveis está, por exemplo, o entendimento do nível de risco que se está disposto a correr. Ainda é necessário estabelecer uma estratégia de portfólio e analisar os prós e contras de fazer investimento direto.

Por outro lado, você pode optar por investir através de um fundo, contando com a consultoria de especialistas nesse tipo de negócios. Avaliar essas condições e a forma como investir no mercado imobiliário são primordiais para reduzir a chances de você desperdiçar recursos.

Desse modo, se você deseja saber mais sobre como investir no Mercado Imobiliário, entre em contato com o time de especialistas Booming e descubra como podemos te ajudar.